sexta-feira, 8 de abril de 2011

Do Sul ao Nordeste

Graças ao programa de mobilidade acadêmica e a vontade de vivenciar outras experiências em Aquicultura, eu vim parar em Fortaleza, mais precisamente na Estação de Piscicultura da Universidade Federal do Ceará.

A Estação dispõe de estruturas para experimentos indoor e outdoor.



A linha de pesquisa indoor inclui, principalmente, cultivo de microalgas para: obtenção de biomassa para produção de biodiesel; alimentação animal; aqüicultura integrada e tratamento de efluentes. Além disto, extração de polissacarídeo de macroalgas, trabalhos com imunologia de camarão e cultivo de peixes ornamentais.



Na área outdoor, faz-se pesquisa com reversão sexual de tilápia em sistema de recirculação de água, coletas de sêmen para caracterização e criopreservação.
Reversão sexual em sistema de recirculação de água

Incubadoras de garrafa PET
Durante esses quatro meses farei o meu TCC com caracterização do sêmen da tilápia do Nilo e da tilápia vermelha, para assim fazer uma comparação de: concentração espermática, osmolaridade, pH, tempo de motilidade e resfriamento, entre as duas espécies.
Tilápia vermelha

Coleta de sêmen

Tilápia do Nilo

Hapa com os reprodutores

Concentração espermática
Para o pessoal da graduação que tem interesse em participar deste programa existe essa página que lista todas as federais conveniadas na Mobilidade Acadêmica.  
Recomendo muito!

Um comentário:

  1. POw Mari, muito maneiro hein, te desjo sucesso nessa área!
    vini.

    ResponderExcluir